Tecnologia geoespacial da agropecuária indica incidência de coronavírus

Pesquisadores e técnicos da Embrapa Acre estão empregando tecnologias geoespaciais, normalmente utilizadas para monitorar a produção agropecuária, para mapear a evolução da pandemia de coronavírus no estado. As ferramentas permitem gerar informações cartográficas para auxiliar no enfrentamento e no controle da disseminação do novo coronavírus no Acre.

A partir de informações do Departamento de Vigilância em Saúde e da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), profissionais com expertise em mapeamento de solos trabalham na construção de um banco de dados geográficos e geram mapas distintos sobre o avanço da Covid-19 no estado. As ferramentas permitem aos órgãos locais de saúde acompanhar a evolução da doença e traçar medidas territoriais preventivas.

Homepage: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/51415463/tecnologias-geoespaciais-da-agropecuaria-agora-mapeiam-a-incidencia-de-coronavirus

Foto: Agência Brasil

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Veja também

Boletim CCBJ

A Câmara de Comércio Brasileira no Japão envia regularmente boletim eletrônico aos associados. Na edição de julho, o artigo foi escrito pelo Cônsul-Geral do Brasil

Leia Mais >>

Agronegócio brasileiro

O Consulado-Geral do Brasil em Hamamatsu fez uma live sobre o agronegócio brasileiro. O adido agrícola Ricardo Maehara, da Embaixada do Brasil em Tóquio, participou

Leia Mais >>