Sítio Roberto Burle Marx, no Rio de Janeiro, amplia acesso ao público

O Sítio Roberto Burle Marx, uma unidade especial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), passou por uma requalificação, ampliando o acesso público à vida e obra do paisagista Roberto Burle Marx. O projeto, concluído em dezembro, teve por objetivo valorizar os locais de visitação, melhorar as instalações de trabalho, aperfeiçoar as condições de acessibilidade e potencializar as ações de pesquisa e educação.pastedGraphic.pngpastedGraphic.png

Com 407 mil metros quadrados e uma coleção de mais de 3.500 espécies de plantas tropicais e subtropicais, o espaço, localizado no Rio de Janeiro, conta com obras de artistas consagrados e do próprio paisagista como pinturas, gravuras, móveis, cerâmicas, tapeçarias, murais, painéis de azulejos, todos itens de sua coleção particular. Os recursos de acessibilidade incluem mapas e maquetes táteis e réplicas 3D de obras para manuseio.

O sítio é tombado como patrimônio cultural brasileiro nas esferas municipal, estadual e federal.

Homepage: http://sitiorobertoburlemarx.org.br

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp