Exportação de café brasileiro aumenta em abril

O Brasil exportou 3,3 milhões de sacas de café em abril deste ano – considerando a soma de café verde, solúvel, torrado e moído -, o que representa um aumento de 2,5% em relação ao volume exportado no mesmo mês do ano passado. A receita cambial gerada no mês com as exportações foi de US$ 442,1 milhões, uma alta de 9%, e o preço médio da saca foi US$ 132,02, aumento de 6,4%, ambos na comparação com abril de 2019. Os dados são do relatório do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Nos primeiros quatro meses de 2020, o principal destino de café brasileiro continua sendo os Estados Unidos, que importaram 2,7 milhões de sacas no período, ou seja, 20,2% de participação no total das exportações. A Alemanha, segundo maior consumidor, importou 2,4 milhões, representando 18,1% de participação nos embarques, e a Itália, terceiro maior consumidor, importou 1,2 milhão de sacas (9,1%).

Na sequência, estão a Bélgica, com 767 mil sacas (5,8%); Japão, com 632,4 mil sacas (4,8%); Rússia, com 426,2 mil sacas (3,2%); Turquia, com 394,1 mil sacas (3%); Espanha, com 327,7 mil sacas (2,5%); Canadá, com 296,5 mil sacas (2,2%); e França, com 281,4 mil sacas (2,1%).

Fonte e foto: Agência Brasil

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Veja também
Fechar Menu