Qualidade do café brasileiro

A chegada do café na região do Cerrado Mineiro é calcada numa aventura que começou por necessidade. Ao longo dos anos 1960, lavouras do Paraná e de São Paulo enfrentavam pragas devastadoras. No fim daquela década, programas de governo ofereciam incentivos a quem abrisse plantios na imensidão do Cerrado, vegetação presente em quase 50% do território mineiro.

Produtores paranaenses e paulistas aproveitaram a oportunidade. Seria simples dizer apenas que a coragem compensou. A excelência que faz o café da região ser comprado até às cegas por importadores japoneses é fruto de quase 50 anos de trabalho. Naturalmente menos fértil, o solo do Cerrado teve de ser corrigido e manejado. Com muita tentativa e erro, os produtores encontraram as espécies mais adequadas para crescer onde o clima é seco e solar. E investiram, com apoio de unidades de pesquisa do estado, em aprimoramento e melhoramento genético das plantas.

 

Fonte: CNI

Foto: Agência Brasil

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

Veja também